[ editar artigo]

Você é um pirata ou oficial da marinha imperial?

Você é um pirata ou oficial da marinha imperial?

Quando a empresa se inicia, é como um barco pirata: não existem regras. Estamos navegando em mar aberto e estamos tomando uma série de riscos. Temos a esperança de achar algum tesouro e voltarmos ricos. Será uma aventura muito louca e entrar nesse barco pirata só faz sentido se você realmente é um pirata. O perfil de um pirata é aquele que gosta de desafiar o perigo, mas também é um sonhador e um grande otimista. Sempre pronto para rir na cara do perigo de uma tempestade. Você tem que ser flexível e se guiar com a sua intuição, porque ao longo do caminho terá muitas mudanças e coisas complexas para lidar. Se você não tiver essas habilidades, você será completamente miserável em seu trabalho.

 

Vamos ser claros. Você está em um barco pirata e nós somos piratas. Mas, fique tranquilo, somos bons piratas. Se você não estiver confortável, nós não vamos te escravizar ou fazer você andar na prancha. Vamos deixar você no próximo porto que pararmos e você poderá falar sobre as histórias loucas e insanas que passou enquanto esteve com a gente. “Eles atacam outros barcos! Destroem os sistemas! Eles vivem procurando cidades perdidas e tesouros enterrados!”.

 

Se esse  barco pirata der certo, vai virar uma pequena esquadra e eventualmente uma armada. É incrível o que o dinheiro do tesouro consegue comprar. Um dia o piratas vão acordar e perceber que não são mais piratas. Serão tenentes, capitães e almirantes de uma Marinha Imperial. Eles cresceram. De uma pequena startup, escalaram para uma grande empresa. E, por isso, precisam de sistemas, processos, regras e linhas de comando. Agora existe o “jeito certo de fazer as coisas”, normas, expectativas, status, modelos de sucesso e incentivos claros.

 

Nem todo mundo que se dava bem no barco pirata, vai se dar bem na Marinha Imperial. Como a empresa cresceu, os indivíduos também têm que crescer ou vão ter que sair, pois vão começar a arrastar a organização para trás. Dito isso, você pode tirar o pirata do barco pirata, mas você nunca conseguirá tirar o barco pirata dos piratas. Mesmo se nos tornarmos “oficiais”, mesmo se construirmos a melhor máquina de guerra de todos os tempos. Nós não conseguimos esquecer dos guerreiros dentro da gente, os ataques noturnos, as táticas de guerrilha, os esquadrões de forças especiais. Os piratas florescem no CAOS. Os oficiais de Marinha Imperial florescem na ORDEM. O pirata que vira oficial da Marinha Imperial consegue navegar muito bem entre o caos e a ordem, adaptando-se com que o ambiente e a situação exigem.

 

São esses os mais buscados profissionais. Como organização, é sempre necessário fazer essa transição de “Barco Pirata para Marinha Imperial” e vice-versa. É preciso ir do caos para a ordem e ter a mente de um iniciante novamente, questionar tudo e construir uma ordem ainda melhor.

Para concluir essa metáfora, para o Barco Pirata se tornar a Marinha Imperial é preciso aumentar a tripulação. É necessário recrutar. Alguns piratas da tripulação original vão sair. Outros vão ficar e se desenvolver. Mas quem eu vou contratar? Você pode contratar piratas - que são ótimos em fazer coisas que piratas fazem, mas são péssimos em gerenciar uma marinha. Em um determinado momento, você terá que contratar oficiais de Marinha Imperial e deixar que eles façam o que sabem fazer de melhor. 

 

Mas, também não pode deixar que eles sejam tão rígidos, tão burocráticos ou pessimistas. Você precisa ensinar a eles o “jeito pirata de ser” e que eles ensinem os piratas “o jeito oficial da marinha de ser” e, assim, você conseguirá construir uma cultura forte e saudável para o crescimento da sua empresa.

Help.Lab
Gus Moreira
Gus Moreira Seguir

Gerente de Programas globais com mais de 10 anos de experência em programas de crescimento e escalabilidade em diversas indústrias como Esportes, Tecnologia e Finanças. Principal Consultant da CAVOK Consulting.

Ler conteúdo completo
Indicados para você